Luz Ultravioleta

Luz UVA e UVB - o perigo invisível para os nossos olhos
Por muito que gostemos do sol, a longo prazo, ele afeta não só a nossa pele como também os nossos olhos, especialmente a invisível luz UVA e UVB. Se olharmos desprotegidos para a luz solar, esta pode danificar a nossa retina em segundos. Na realidade, mesmo com o céu nublado a radiação UV é quase tão elevada como em dias de sol.Os óculos de sol devem fazer parte da sua rotina diária e devem ter proteção UV suficiente.

Radiação dupla. Perigo a dobrar
Embora a luz UV atinja os nossos olhos todos os dias e em todos os lugares, a radiação não é a mesma em todo o lado. É particularmente alta nas montanhas, junto ao mar ou em regiões com muito sol como o Mediterrâneo. Sabia, por exemplo, que a neve reflecte até 95% dos raios solares e assim quase os duplica? E que a radiação aumenta até 20 % a cada 1000 metros de altitude conforme se aproxima do cume? Ou que as praias de areia branca causam um acréscimo de 80% de radiação aos olhos?

A proteção natural dos olhos - nem sempre é suficiente
A sombra das sobrancelhas, o piscar dos olhos, o pestanejar frequente, a redução da pupila - tudo isto são mecanismos naturais pelos quais os nossos olhos se protegem do sol. No entanto, se estamos no exterior o dia todo, isso não é suficiente, mesmo que não haja sol a brilhar. De facto, os raios UV quando atingem o interior do olho, sem proteção, durante muito tempo, podem ser perigosos: degenerescência macular (a morte das células da retina), cataratas e queimaduras da córnea são possíveis consequências de demasiada exposição à luz UV, principalmente em idade avançada, com o acumular de horas de luz solar sem óculos de sol. Estas consequências devem ser prevenidas atempadamente e deve proteger sempre os seus olhos com óculos de sol – com lentes oftálmicas da optoVision®, disponíveis a seu pedido com 100% de proteção UV.